Sítio do Pica-Pau Amarelo

0
58

O Sítio do Picapau Amarelo é uma criação de Monteiro Lobato, escritor brasileiro.
A obra tem atravessado gerações e é uma das mais amadas da literatura infanto-juvenil brasileira. O primeiro livro da série foi publicado em Dezembro de 1920. A partir daí, Monteiro Lobato continuou escrevendo livros infantis de sucesso, com seu grupo de personagens que vivem histórias mágicas: Emília, Narizinho, Pedrinho, Marquês de Rabicó, Conselheiro, Quindim, Visconde de Sabugosa, Dona Benta, Tia Nastácia, Tio Barnabé, Cuca, Saci, etc. Os personagens principais moram ou passam boa parte do tempo no sítio pertencente à avó dos garotos, batizado com o nome de Picapau Amarelo, de onde vem o título da série.
Em Taubaté/SP, tem a casa onde Monteiro Lobato viveu e que, atualmente é o Sítio do Pica-Pau Amarelo, que a contrução começou em 1860 e demorou 5 anos pra ficar pronta. E entre anos sua estrutura foi sendo mudada.

Monteiro Lobato
O nome verdadeiro de Monteiro Lobato é José Bento Renato Monteiro Lobato, filho de Olímpia Augusta Lobato. Em 28 de março 1908 casou-se com Purezinha (Maria Pureza da Natividade de Souza Castro) e teve 4 filhos, mas morreu 2 filhos. Depois foi prezo por se entrometer e criticar nas coisas da cidade, principalmente pelo petróleo, até quescreveu um livro em 1938. Monteiro Lobato foi advogado de Taubaté em 1904. Em 4 de julho de 1948 morreu.


Cozinha Carpira

O forno é de lenha.
A parede era feito de barro.
Como não tinha luz, eles usavam o lambião, que se acendia com o fogo e colocava no teto do cômodo da casa. E se usava também a lamparina, que também acendida com fogo, era usada para apenas um canto(que hoje é chamada de abajur).
Não tinha geladeira, então era usada o guarda-comida, que para a comida ficar gelada, esse aparelho puxava o ar.
A carne e outros alimentos eram até vendidos, mas era preciso (para alguns alimentos) moe-los, então existia 2 tipos de moedores.
Não existia ferro de passar roupa, então existia a marchamboba. Para funcionar, era preciso colocar brasa delenha e espiga de milho, e a cada 5 minutos era preciso balançar para passar a roupa.

Automóveis
Não existia carro, então usava-se a carroça, que era usada para levar mantimentos, e a charrete que era mais usada para passear. Mas existia o carro a manivela, que só tinha as pessoas que tinha dinheiro alto.

Faça um comentário