Estou de volta

0
5

Olá pessoal, boa noite!
Estive um tempo sem escrever exclusivamente por depressão e dificuldades psicológicas. Veio muitas coisas à tona de uma vez, o que me deixou desanimada e desatenta às tarefas do dia a dia.

O conjunto de fatos começou o acontecimento de o Facebook bloquear a circulação de links do meu site. Ao buscar ajuda com meu pai, que é técnico em TI, ele me contou que o Facebook estava bloqueando links de páginas da web que cometiam plágio ou que recebia um grande número de denúncias. Confesso que no começo do blog eu cometi plágio, mas foi pela intenção de testar se o site ia dar certo e quais assuntos seriam mais interessantes. Mas parei e comecei a me dedicar mais tempo escrevendo do que copiando, apesar de haver ocasiões que eu copiava colocando a fonte. Por esse fato fiquei desanimada e sem ideias do que escrever.

Depois veio o fato de, em mais de uma disciplina escolar, fazer nó alunos (do 3º ano) pensarmos e decidirmos a carreira a ser seguida. Teve um passeio com a escola em uma universidade próxima, onde teve feira de profissões, participei também de uma feira no shopping onde escolas de ensino superior expunham seus cursos. Ainda tive conversas com minha mãe. Tudo para confirmar o que eu queria ser, pois já tinha decidido o curso superior que ia fazer, apesar de ser um curso caro. Entretanto parecia que quanto mais vezes as pessoas falavam sobre o assunto, mais eu duvidava da minha decisão. Graças à Deus chegou um momento em que falei “chega”. De algum jeito vou fazer o curso que eu quero. Já esquematizei o que vou fazer depois que concluir o ensino médio e assunto encerrado.

Outra coisa que quase me deixou em depressão foi que eu não conseguia arrumar meu ateliê, porque não conseguia me decidir em que rumo do artesanato seguir. Além de que, ao entrar no cômodo, não conseguia eliminar/desapegar das coisas. Cada hora peço ajuda a alguém, porque posso até conseguir organizar, mas ao fazer minhas artes, a bagunça volta. É como se fosse um ciclo.

O pior de tudo é que o que eu senti com cada fato se reflete no problema de saúde que tenho, o qual atualmente é diagnosticado como TOC (Transtorno de Obsessão Compulsivo), pois aumentava o número de crises, o que me deixava preocupada e desvia minha atenção em alguns momentos. Mas com o tratamento que sigo e com algumas ajudas diárias, além de resolver alguns problemas, fui me repondo as energias e atividades. Graças à Deus consegui manter a concentração dentro da escola, assim minhas notas se mantiveram.

Então é isso. E aqui estou, aprendendo a viver.

Faça um comentário