4 maneiras de usar molde em pintura – Conheça e aprenda

0
26

Nem os artesãos mais experientes abrem mão de usar os moldes para pintura na execução de seus trabalhos. Afinal, são ferramentas indispensáveis para que a pintura saia de acordo com o planejado. Mas você sabia que existe mais de um tipo de molde para esse tipo de artesanato? Ainda não conhece todas as opções de molde? Então continue com a gente para conhecer os tipos mais usados e saiba como usá-los em seus trabalhos.

4 Tipos de Moldes Para Pintura em Tecido

Usar um molde pode te ajudar a definir qual será o desenho, o estilo ou a técnica de pintura a ser usada em seus projetos. Por mais que você não use o molde escolhido por completo, ou faça adaptações a partir dele, ele sempre será uma espécie de esboço da sua pintura.

Os moldes podem ser usados como protagonistas (na execução de pinturas completas) ou como ferramenta auxiliar para te ajudar na execução de pequenos detalhes decorativos, principalmente na etapa de finalização.

Confira as informações abaixo para saber mais detalhes sobre as diferentes opções de moldes para pintura. Você verá que exitem moldes convencionais, que podem ser comprados ou baixados da internet, e também os menos comuns mas não menos eficazes – que podem ser feitos gastando pouco ou de forma improvisada.

1. Molde vazado em acetato

Imagem: YouTube

O molde vazado, também chamado de stencil, dispensa o uso dos riscos convencionais e ajudam a criar pinturas de vários temas e estilos. A grande diversidade de desenhos permite criar pinturas em temas variados, como florais, geométricos, infantis e muito mais.

Trabalhar com esse tipo de molde é muito fácil: basta escolher o desenho, posicionar o molde no tecido com fita crepe e aplicar a tinta em camadas até conseguir o efeito desejado. Você também pode misturar várias cores de tinta numa mesma aplicação, criando uma mescla suave ou uma espécie de degradê sobre o tecido.

Dica: Aplique a tinta com um pincel brochinha e sempre retire o excesso de tinta para não borrar. 

2. Molde vazado em papel contact

Para quem gosta de criar suas próprias estampas, a nossa dica é usar o papel contact, também chamado de vinil adesivo, para produzir moldes únicos e com desenhos super modernos. Fazer um molde com esse material é muito simples e econômico. Confira as instruções!

Primeiro escolha um desenho (que pode ser impresso ou feito à mão) e risque-o no papel que encobre o adesivo. Em seguida, recorte apenas a parte interna do desenho, vazando o risco.

Para um corte perfeito, use um estilete sobre uma base de vidro ou sobre uma base de corte própria para artesanato.  Caso não tenha essas ferramentas, não se preocupe. O corte também pode ser feito com uma tesoura de lâminas afiadas, mas é preciso ter um pouco mais de cuidado para não recortar fora do risco.

3. Régua vazada

Apesar de serem destinadas ao uso escolar, as réguas vazadas (encontradas em papelarias) também podem servir de molde para os mais variados trabalhos de pintura. Elas são ótimas para você montar palavras, escrever frases e desenhar formas geométricas e símbolos.

Não tem segredos para usar essa ferramenta. Você pode usar um pincel à sua escolha ou uma caneta permanente ou para tecido para transferir os desenhos e as letras para a base. Essa é uma maneira rápida e fácil de personalizar várias peças.

Para usar a régua vazada não é preciso dominar nenhuma técnica específica da pintura em tecido. Por isso, esse é o tipo de molde perfeito para iniciantes ou para pessoas que gostam de praticidade.

4. Risco impresso

Imagem: Encantos e Cores

O risco impresso no papel (ou copiado da tela do computador) ainda é o tipo de molde mais usado na pintura em tecido. A variedade de temas é enorme, como flores, frutas, bichinhos, laços, babados e bonequinhas. Isso garante ao artesão lindas opções para decorar diferentes peças, de tapetes a panos de prato.

Existem várias formas de transferir o risco para o tecido. Geralmente os artesãos colocam um papel carbono por baixo do papel que está com o desenho e, com um lápis, refazem todo o traço. Depois de copiar todo o desenho, levante os papéis para ver como ficou. O risco escolhido ficará no tecido e servirá de guia para a sua pintura.

Dica: É importante copiar todos os detalhes e usar pouca força na hora de passar o lápis. Se fizer muita força você pode rasgar o papel e perder o seu risco. 

CLIQUE AQUI para baixar 47 Riscos para Pintura em Tecido. É grátis!

Hora de Praticar!

Como você acompanhou, existem diferentes tipos de moldes para pintura em tecido, que você pode comprar pronto ou fazer com materiais simples. Se você já pinta, que tal sair da mesmice e testar novas possibilidades? Agora, se você ainda não pinta, mas deseja iniciar, a nossa dica é escolher um desses tipos molde para começar a praticar desde já.

Deixe um comentário e conte pra gente o que você achou dessas ideias para variar e incrementar suas pinturas. E se tiver mais dicas para compartilhar, fique à vontade para nos contar.

Fonte: Revista Artesanato

Faça um comentário