13 materiais inusitados para fabricação de embalagens sustentáveis

0
14

Existe um número crescente de empresas que começaram a repensar sua forma de utilizar embalagens. Os modelos mais comuns atualmente, de plástico, demoram para se decompor, se acumulam nos oceanos e consomem petróleo em sua produção. Já existem diversos tipos de embalagens sustentáveis, feitas com papel reciclado ou plásticos biodegradáveis, e há também modelos inusitados, desenvolvidos com leite, cogumelos, batata e até eucalipto.

Embalagem criativa

1. Batatas

Usando uma mistura de batata, fibras naturais, papel e água, a Veuve Clicquot criou uma embalagem ecológica que é também isotérmica.

À esquerda, embalagem de batata desenvolvida pela marca e, à direita, a embalagem feita com cascas de uva.

2. Uvas

Em uma segunda versão criada para a campanha “Naturally Clicquot”, a Veuve Clicquot conseguiu usar um subproduto de sua própria produção para fazer embalagens. As cascas de uva foram combinadas com fibras naturais e água para criar caixas de vinho.

3. Eucalipto

A Parkside Industries Corp desenvolveu uma espécie de filme plástico biodegradável à base de pasta de madeira extraída das árvores de eucalipto. O produto elaborado poderia melhorar as condições de armazenagem, já que evita umidade e o contato dos alimentos com o oxigênio.

4. Cogumelos

Já foram criadas embalagens feitas a partir das raízes de cogumelos crescidas em folhas mortas, húmus e uma variedade de substâncias, o que permite obter materiais de diferentes texturas, flexibilidade e durabilidade. Além de biodegradável, o material pode ser comestível, dependendo do tratamento que receber, mas seu custo de produção é alto.

5. Açúcar + CO2

Pesquisadores da Universidade de Bath inventaram uma embalagem sustentável feira com uma mistura de dois ingredientes super comuns: açúcar e CO2. O material é compostável e poderia ser usado em implantes hospitalares.

6. Camarão

Imagem: Bioplastic News

O Wyss Institute for Biologically Inspired Engineering, em Harvard, extraiu chitosan, um polissacarídeo do camarão e das lagostas, para desenvolver a embalagem biodegradável chamada shrilk. A embalagem pode substituir caixas de ovos e embalagem de verduras. Entretanto, o material é caro e carrega os mesmos impasses de todas as embalagens comestíveis feitas a partir de animais: concorrência de recursos com alimentos e questionamentos sobre os direitos animais.

7. Calcário

Pedras calcárias, junto com uma pequena quantidade de polietileno, estão sendo usadas para criar embalagens sustentáveis. Parecido com um papel, o material tem alto rendimento, já que é feito através de uma pedra, e ajuda a salvar muitas árvores.

8. Penas de aves

As penas são geralmente deixadas para trás na indústria da avicultura. Ricas em queratinas, as penas dos animais abatidos podem ser usadas para fazer sacolas e embalagens resistentes.

 9. Lã de ovelha

Assim como as penas, a lã das ovelhas pode funcionar como um ótimo isolante térmico, melhor e mais ecológico do que o poliestireno (nome técnico do isopor). O material também não contém contaminantes e poderia ser usado para embalar produtos para bebês e crianças. O grande porém dessas embalagens é que são feitas com material animal e podem integrar uma indústria cruel de maus tratos animais.

10. Leite


O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na sigla em inglês) desenvolveu uma embalagem plástica biodegradável, feita a partir de uma proteína do leite capaz de proteger os alimentos da ação degradante do oxigênio. A embalagem pode ser usada em caixas de pizza, queijos ou até mesmo como pacote para sopa solúvel – e pode ser dissolvida junto com o alimento em água quente. Embora seja considerada comestível, essa embalagem também não é amigável aos animais.

11. Madeira líquida

A lignina é um dos componentes da madeira que sobra como resíduo da indústria de papel. O material pode ser misturado com pasta de madeira e outras fibras naturais para produzir uma espécie de plástico granulado, que pode ser moldado em vários formatos.

 12. Palma

Folhas de palma podem ser usadas para fabricar tigelas, pratos e talheres descartáveis. Depois de processadas, as folhas de palma podem ser moldadas em diversos formatos e são resistente à água, ao micro-ondas e a altas temperaturas.

13. Coco

Diferente de alguns tipos de plástico – como os que possuem bisfenóis, por exemplo – as embalagens de fibra de coco não são nocivas ao organismo humano e por isso são ideais para embalar alimentos. São embalagens sustentáveis, pois não demandam muita tecnologia para serem desenvolvidas, e que podem voltar para a fábrica para serem recicladas. Elas também se biodegradam se colocadas no solo.

Sustentabilidade na prática

Apesar de serem opções interessantes, o uso de embalagens sustentáveis não é o ideal. O certo é reduzir ao máximo a sua produção de embalagens. Sempre que possível, pratique o consumo consciente e reduza a sua produção de resíduos. Mesmo se forem ecológicos e biodegradáveis, esses materiais podem escapar para a natureza e causar poluição enquanto não se biodegradam completamente.

Fonte: Bizongo

Faça um comentário